Tecnologia de Informação no Varejo. Ferramentas e soluções.

Muito além de ter um e-commerce ou um ERP, a utilização da tecnologia de informação no varejo deve ser compreendida como uma completa mudança na forma de entender e aplicar a tecnologia.

Deve ser incorporada à visão sobre como a empresa pretende impactar as pessoas e os processos e agregar valor para acionistas, consumidores, funcionários, governo e comunidade.

A evolução tecnológica está a cada dia mais acelerada e a melhor forma de não ser atropelado por ela é utilizá-la ao seu favor, modernizando processos e acompanhando a evolução.

Vamos conhecer um pouco das principais ferramentas e soluções da tecnologia de informação no varejo e quais as suas funções e utilidades, além de qual o seu impacto nos processos.

Principais soluções da tecnologia de informação no varejo

ERP

ERP
 
 

ERP é a sigla em inglês para Enterprise Resource Planning, ou seja, Planejamento dos Recursos de uma Empresa.

Portanto, o ERP é um sistema de gestão empresarial utilizado para administrar e integrar processos das diferentes áreas de um negócio.

Em geral, eles contam com uma ferramenta básica e módulos adicionais que são contratados conforme as necessidades da empresa.

Entre as funções realizadas por esses sistemas, podemos citar:

O ERP simplifica a gestão do dia a dia de uma loja física e online, automatizando processos, integrando os setores e centralizando dados importantes do negócio. Isso permite uma tomada de decisões mais assertiva e uma operação mais eficiente e ágil.

 

No caso de um um ERP para Supermercados, é importante procurar por empresas que sejam referência em sistemas para o setor. E preocupe-se com as integrações. A integração é a ação de fazer com que diferentes plataformas e ferramentas digitais consigam interagir entre si de modo automatizado.

Em outras palavras, é o ato de inserir um dado em um determinado software e fazer com que, automaticamente, ele seja enviado para outro sistema, evitando retrabalho, inconsistências de informações e otimizando o tempo das equipes.

Um exemplo prático é quando um cliente faz uma compra na plataforma Instabuy. Essa comunica-se com o ERP do supermercado que dá baixa no produto, registra a venda e demais procedimentos, como se o cliente estivesse na loja.

ERPs integrados com a Plataforma Instabuy: Arius, Avanço, BlingCiss, Consinco (pelo Integra.Sky da Sky.One), Controlware, Derevo, Dlink, Empresa Certa,  Hipcom (pelo Integra.Sky da Sky.One), Intersolid, Linear Sistemas, Lumi, Nootech, Nortesys, Oracle, Prosystem, RPInfo, SysPDVSysmo, TeleconTetra e Varejo Fácil,

CRM

CRM para varejo

Customer Relationship Management é um termo em inglês que pode ser traduzido para a língua portuguesa como Gestão de Relacionamento com o Cliente.

Foi criado para definir toda uma classe de sistemas de informações ou ferramentas que automatizam as funções de contato com o cliente (Wikipedia).

O CRM vai muito além de uma plataforma ou um software: é todo o processo utilizado por startups, pequenas e grandes empresas para implementar, gerenciar e analisar as interações com clientes, antecipar necessidades e desejos, melhorar e otimizar a rentabilidade, refletindo no aumento das vendas, personalizando as campanhas de captação de novos consumidores.

Por isso a vantagem de ter um e-commerce ou aplicativo de supermercado próprio. O cliente é seu e não da plataforma, podendo assim gerir o relacionamento com o seu cliente utilizando as melhores práticas.

CRM integrado à plataforma Instabuy: Mercafacil.

Ferramentas de sincronização na nuvem

tecnologia de informação no varejo

Essas ferramentas fazem a sincronização automática de um arquivo e de todas as suas eventuais alterações, que podem ser feitas e acessadas simultaneamente por diferentes aparelhos, já que o documento fica salvo na ”nuvem”.

 

São tecnologias que possibilitam o armazenamento e compartilhamento de dados, instalação e atualizações de programas de forma online.

 

Essas soluções possibilitam ainda a criação de um ambiente remoto de trabalho.

Estar na nuvem significa dispensar a necessidade de ter grandes servidores locais ocupando espaço na empresa. É ter os dados sempre salvos e seguros, para acessar de qualquer lugar e em qualquer dispositivo. Tudo apenas com acesso à internet.

Dashboard

Dashboard

Um dashboard é a apresentação visual das informações mais importantes e necessárias para alcançar um ou mais objetivos de negócio, consolidadas e ajustadas em uma única tela para que a informação possa ser monitorada de forma ágil. 

 

Num e-commerce, é possível acompanhar a quantidade de pedidos mensais, a linha do tempo comparando ano a ano, mês a mês, dia a dia e até mesmo hora a hora.

 

Fornece os valores totais de vendas, produtos mais vendidos, ticket médio e outros indicadores de performance fundamentais para o processo de decisão.

Plataforma de Gestão

 

Plataforma de gestão WEB onde é possível gerenciar as vendas, com processos de atualizações de estoques, pagamentos, estruturas mercadológicas, cadastros de consumidores, tabelas de preços, endereços de entregas, entre outros.

Fornecem relatórios e métricas para auxiliar no processo decisório. Essa plataforma é integrada a um ERP e funciona automaticamente.

Aplicativo de separação

Aplicativo feito para otimizar o processo de separação do pedido pela loja. É possível selecionar a compra e separar os itens de maneira mais rápida. 

 

Ele possibilita a ordenação dos produtos de acordo com as respectivas gôndolas. Utiliza um leitor de código de barras para dar baixa nos produtos. 

 

 

Facilita também a separação de itens pesáveis, onde o operador informa o peso total do item separado e o aplicativo atualiza o valor do item no pedido. 

Possui também o módulo entregador, onde o operador seleciona as compras que sairão para entrega e o aplicativo calcula a melhor rota para entregá-las.

E-commerce

Na tecnologia de informação no varejo, e-commerce, ou comércio eletrônico, refere-se às vendas pela internet, mais especificamente, as que são realizadas por uma única empresa, seja um fabricante ou revendedor, por meio de uma plataforma virtual própria (Rock Content).

O e-commerce engloba todos os processos ligados à venda de produtos e serviços pela internet.

Fazem parte do e-commerce a loja virtual, o aplicativo de vendas, as tecnologias envolvidas no processo como o ERP, CRM, PDV, sistemas de pagamento, sistemas de entrega e rastreio, etc.

 

Diferentemente do que é usualmente dito, o e-commerce não é a loja virtual, ao contrário, a loja virtual faz parte de um e-commerce.

 

A loja virtual é o único canal de vendas de um e-commerce, sendo as redes sociais, email marketing e outros apenas meios de divulgação, que têm o objetivo de levar o usuário à loja.

Aplicativo de vendas

É parte integrante e atualmente o maior conversor de vendas de um e-commerce.

No aplicativo, o consumidor faz todo o processo de busca de produtos por categorias, seleção de quantidade, inserção no carrinho virtual, fornecimento dos dados de entrega e pagamento, realização do pagamento e agendamento da entrega.

 

Com um aplicativo próprio, o varejista está sempre ao alcance dos seus clientes, fidelizando ainda mais o seu público. O aplicativo é personalizado com seu nome e logo da empresa e fica disponível para download na App Store e Google Play e todo o processo é integrado ao ERP.

Sistema de Pagamento Online

 

sistema de pagamento online

Pagamento online é toda transação entre empresas e clientes realizada de forma 100% digital, por meio de uma troca de dados.

Para que um pagamento seja considerado digital, ele deve ocorrer por meio de uma plataforma de pagamento online, app de dispositivo móvel ou carteira digital, por exemplo.

O método usado pode ser o cartão de crédito, débito em conta, Pix ou boleto, desde que toda a transação seja realizada pela internet.

O importante é que não haja elementos físicos envolvidos, como um cartão passado na maquininha ou dinheiro em espécie.

QR Code

qr-code

O QR Code ou Código QR é uma espécie de gráfico em 2D (dimensões), geralmente apresentado em formato quadrado e com as cores preta e branca.

A tradução das letras significa Quick Response, ou seja, resposta rápida. Essas “caixinhas” podem ser escaneadas por meio das tecnologias móveis (Infraspeak).

Um e-commerce pode encontrar diversas oportunidades para usufruir dos QR Codes, tornando o processo de compras mais atrativo e aumentando as chances de fidelização.

Páginas de site, propagandas em folders e etiquetas de mercadorias são só alguns exemplos das diversas formas de fazer uso do código.

A tecnologia de informação no varejo veio para ficar

Transformação digital virou obrigação. A crise que estamos passando está provocando uma intensa mudança cultural nas empresas e no perfil dos líderes do varejo e dos consumidores. Apesar dos tempos difíceis, o uso de tecnologias, dados, e-commerce e gestão de pessoas utilizando o meio digital e on-line tornou-se fundamental e deve ser parte integrante da estratégia de negócios e da visão da empresa.

As empresas que ainda não aderiram à transformação digital, em algum momento no futuro serão obrigadas a aderir. Ou ficarão obsoletas, perderão mercado e serão engolidas pelo processo.