Semana Brasil será de 3 a 13 de setembro.

A 3ª edição da Semana Brasil será realizada de 3 a 13 de setembro, com o intuito de aquecer as vendas do varejo. É um período de descontos promovido pelo governo federal em parceria com o IDV (Instituto para Desenvolvimento do Varejo).

O lema da campanha deste ano é o mesmo de 2020: “Vamos em frente, com cuidado e confiança”. Mas a expectativa é de que o impacto comercial seja maior que o do ano passado, quando as vendas subiram 10% no comércio físico e 25% no comércio online.

“Os indícios são favoráveis, pois, de um lado, temos os consumidores querendo voltar às lojas e, do outro, lojistas que querem vender seus estoques e que também apostam em iniciativas de apoio ao varejo para a retomada dos negócios”, citou a ACSP (Associação Comercial de São Paulo), que apoia a campanha.

O presidente do IDV, Marcelo Silva, disse que a data está se fixando no calendário de vendas e na mente do consumidor. Ainda não tem o mesmo impacto de outras datas comerciais, mas contribui com o desempenho do varejo em setembro, que costumava ser um mês fraco para as vendas.

O IDV está convidando as entidades varejistas e os lojistas para participarem da iniciativa, mas disse que a adesão exata só será conhecida durante o período de descontos. O tamanho das ofertas também vai depender dos participantes.

Semana Brasil é comercial

Pequenos, médios e grandes varejistas têm participado da Semana Brasil, além de prestadores de serviços. Lojistas, hotéis e companhias aéreas estão entre os maiores beneficiados, segundo o IDV. Para Marcelo Silva, é importante ter em mente de que este é um evento “puramente comercial. A semana é puramente comercial, não tem caráter político-partidário”, afirmou o presidente do IDV.

A Semana Brasil foi criada em 2019 e tem como inspiração o varejo dos Estados Unidos, que realiza promoções em feriados nacionais históricos. Ocorre na semana do 7 de setembro e é divulgada pelo governo federal, que começa a rodar nesta semana a campanha referente à iniciativa em rádios, TV, internet e mídia exterior.