Como será o futuro dos Supermercados?

O futuro dos supermercados será vantajoso tanto para as lojas quanto para os clientes. 

Por um lado, as lojas querem diminuir seus gastos operacionais decorrentes da contratação de caixas e da gestão de estoque. Por outro lado, os consumidores querem diminuir o atrito de comprar mantimentos. Esse atrito inclui tanto encontrar mantimentos de alta qualidade nos preços pessoais dos consumidores quanto esperar em longas filas pelo caixa. O futuro dos supermercados promete aliviar e até eliminar esses pontos de atrito.

Embora a Amazon sirva sempre como um estudo de caso útil para o estado atual da indústria, existem muitos outros players no espaço, todos usando abordagens diferentes para construir um aspecto do supermercado do futuro. Vamos conhecê-los.

Check-out sem caixa

De acordo com algumas estimativas, as pessoas passam mais de 60 horas por ano em filas de caixas. O checkout sem caixa muda tudo, pois os compradores são identificados imediatamente na entrada e podem pegar produtos da prateleira e sair da loja sem precisar interagir com um caixa. Diferentes empresas adotaram abordagens diferentes para o checkout sem caixa para o futuro dos supermercados.

Prateleiras inteligentes

Algumas empresas utilizam visão computacional montada no teto e sensores avançados nas prateleiras para detectar quando os compradores retiram um item da prateleira. As empresas associam o item correto ao comprador correto, e o comprador é cobrado por todos os itens que pegou ao terminar sua jornada de compras. Standard Cognition , Zippin e Trigo são alguns dos líderes em visão computacional e tecnologia de prateleira inteligente.

Carrinhos e cestas inteligentes

Algumas empresas estão movendo a IA e os sensores dos tetos e prateleiras para o carrinho. Quando um comprador coloca um item em seu carrinho, ele pode detectar exatamente qual item foi colocado e a quantidade desse item. A Caper Labs , por exemplo, está buscando uma abordagem de carrinho inteligente. Seu carrinho possui um leitor de cartão de crédito para o cliente fazer o checkout sem caixa.

Quiosques de checkout sem toque

As estações de quiosque de checkout sem toque usam câmeras suspensas que verificam e cobram um cliente por sua compra. Por exemplo, a Mashgin construiu um quiosque que usa visão computacional para verificar rapidamente os itens de um cliente quando eles terminam de comprar. Os clientes podem então pagar usando um cartão de crédito sem precisar digitalizar um código de barras.

Auto-digitalização

Algumas empresas ainda exigem que os clientes digitalizem os itens, mas depois que os itens são digitalizados, o checkout se torna rápido e “indolor”. A Supersmart , por exemplo, criou um aplicativo móvel para os clientes digitalizarem rapidamente os produtos à medida que os adicionam aos carrinhos. Quando os clientes terminam de comprar, eles escaneiam um código QR em um quiosque Supersmart, que verifica se os itens no carrinho correspondem aos itens escaneados usando o aplicativo móvel. 

App com Inteligência Artificial

A Instabuy oferece uma nova feature que recomenda os produtos certos, na hora certa para o seu cliente e o melhor, o cliente nem precisa ajustar. Super automatizado. O aplicativo analisa o comportamento de compra dos clientes e sugere os melhores produtos de acordo com o perfil dele.

Os produtos sugeridos encontram-se numa aba chamada PARA VOCÊ, no aplicativo do cliente. 

Com isso é possível o supermercado oferecer os produtos preferidos pelos clientes de maneira automática e sem esforço humano.

O futuro dos supermercados é sem caixas?

Mesmo com as abordagens detalhadas acima, para o futuro dos supermercados os caixas ainda desempenham papéis importantes na experiência de compra do cliente. Ajudam a ensacar os itens de um cliente de forma rápida e eficiente. Os caixas também podem realizar verificações aleatórias das malas dos clientes à medida que saem da loja e controle para compras de bebidas alcoólicas. Por fim, os caixas também podem resolver casos complicados em que os sistemas automatizados não conseguem detectar ou validar os carrinhos de determinados compradores. Grabango e FutureProof estão, portanto, construindo sistemas híbridos de caixa mantendo o ser humano no circuito.