Aumento na busca por alimentos saudáveis durante a pandemia

Além das medidas sanitárias e a preocupação com a higiene, a população tem se mostrado preocupada com os alimentos saudáveis. A categoria tem apresentado um aumento significativo em relação a 2019.

 

Segundo dados da Nielsen, a categoria de alimentos saudáveis apresentou um aumento de 11% em relação a 2019. A Associação Brasileira de Supermercados (Abras) também apresentou em um estudo que 36% dos consumidores começaram a inserir alimentos e bebidas que consideram ter algum benefício para o sistema imunológico.

 

Na pesquisa da Kantar foi apresentado que o cliente está priorizando alimentos naturais e com menor teor de gordura:

 

  • Alimentos Naturais: 79%
  • Alimentos com menor teor de gordura: 75%
  • Alimentos com menor teor de açúcar: 70%
  • Produtos sem aditivos: 69%

 

Além disso, segundo a Nielsen em outro estudo, 1/3 da população já adotou hábitos saudáveis e 71% estão mudando os seus hábitos de consumo e alimentares por conta de preocupações com o meio ambiente.

 

Crianças estão consumindo mais alimentos saudáveis

 

Segundo a pesquisa “O Universo da Lancheira”, realizada pela Play Pesquisa e encomendada pela Tetra Pak, houve um aumento de 29% no consumo de alimentos saudáveis pelas crianças. Isso se dá pelo fato das refeições estarem sendo preparadas em sua própria casa. Porém, o consumo de doce não foi abandonado.

 

“Tivemos a mesma mãe respondendo que melhorou a alimentação saudável porque os próprios pais ou a cuidadora estavam em casa, perto da criança, ao mesmo tempo em que aumentou o consumo dos doces como ponto de compensação pelo isolamento da pandemia”, segundo Aurélia Picoli, diretora de pesquisa da Play.

 

Por fim, esses são fortes indicadores da preocupação com o meio ambiente, políticas ecológicas e a busca por saúde que é uma preocupação global. Estudos como esse podem ser fortes indicadores para que os orgânicos estejam bem posicionados no meio digital. Além disso, para que os supermercados comecem a criar estratégias em seus produtos saudáveis.

 

Artigos Recomendados

 

Leia também: Dicas para aumentar as vendas no dia dos pais 

Leia também: Confira o ranking das 20 maiores redes de supermercados